(un)common ground investiga a inscrição artística e cultural do conflito que opõe autóctones e colonos quanto à pertença, posse, controlo e poder no território de Israel/Palestina, constituindo o palco e objeto da disputa. www.unground.pt

A. A. AZOULAY (n.1962, Telavive), é professora de Cultura Moderna e Média e de Literatura Comparada na Universidade de Brown, EUA. Curadora, realizadora e ensaísta, é hoje um nome incontornável no campo da cultura visual, da teoria da fotografia e do pensamento pós-colonial. Publicou The Civil Contract of Photography (Zone, 2008), From Palestine to Israel. A Photographic Record of Destruction and State Formation, 1947-50 (Pluto, 2011) The One-State Condition. Occupation and Democracy in Israel/Palestine (c/ Adi Ophir; Stanford, 2012), Civil Imagination. The Political Ontology of Photography (Verso, 2012) e Potential History. Unlearning Imperialism (Verso, 2019). Com uma longa carreira como curadora, com exposições de Israel aos EUA, da Alemanha, França a Espanha, em Portugal apresentou a exposição Acto de Estado. História Fotográfica da Ocupação dos Territórios Palestinos, 1967-2007, no Arquivo Municipal | Fotográfico, Lisboa, 24.11.2020-9.1.2021, produzida no quadro do projeto (un)common ground, com o apoio da DGArtes e CML (cf. www.unground.pt).


Ariella Aïsha AZOULAY, Desaprender. Entrevista por Filipa Lowndes Vicente, trad. Luís Lima, Lisboa, KKYM+P.OR.K, 2020. [ibook] [kindle]